Pilotos europeus protestam a 22 de janeiro contra proposta de tempos de voo

Pilotos europeus protestam a 22 de janeiro contra proposta de tempos de voo

 

Lusa/AO online   Economia   30 de Nov de 2012, 14:17

Os pilotos e tripulantes de cabine europeus anunciaram esta sexta-feira que vão realizar, a 22 de janeiro, um protesto nos principais aeroportos da União Europeia (UE) para exigir alterações na proposta comunitária sobre as horas de trabalho e descanso.

Numa conferência de imprensa conjunta, a Associação Europeia de Pilotos e a Federação Europeia de Trabalhadores dos Transportes criticaram a proposta final apresentada pela Agência Europeia para a Segurança Aérea sobre as limitações no tempo de voo, considerando que não permite períodos de descanso adequados.

“Um piloto cansado é um piloto perigoso. Não estamos nem podemos estar de acordo com essa proposta”, afirmou o presidente da Associação Europeia de Pilotos, Nico Voorbach, citado pela agência Efe.

“Haverá protestos e concentrações para que, tanto passageiros como políticos, saibam que a sua segurança está a ser posta em risco”, acrescentou Voorbach.

O texto da Agência Europeia para a Segurança Aérea, que ainda aguarda aprovação, contempla até 22 horas de trabalho para os pilotos e até 11 horas de voo noturno.

Neste contexto, Associação Europeia de Pilotos e a Federação Europeia de Trabalhadores dos Transportes apelam à Comissão Europeia, ao Parlamento Europeu e os ministérios dos Transportes dos 27 Estados-membros para que recusem a proposta na sua formulação atual.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.