Piloto suicidou-se após queda do aparelho


 

Lusa / AO online   Nacional   12 de Fev de 2010, 16:37

O Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) disse à Lusa que o piloto da aeronave que esta sexta-feira à tarde se despenhou no Aeródromo de Tires, em Cascais, se suicidou com um tiro na cabeça após a queda do aparelho.
“Chegado ao solo, o piloto suicidou-se”, disse a porta-voz do INEM.

O comandante dos bombeiros voluntários da Parede, Pedro Araújo, disse à Lusa que só o piloto morreu dado que as três pessoas que também seguiam a bordo saltaram antes da queda.

A aeronave ligeira que se despenhou junto à pista principal do aeródromo quando se preparava para aterrar, era proveniente do Aeródromo de Évora, onde funciona a Escola Civil de pára-quedistas

De acordo com o INEM, os três passageiros ficaram ilesos e não necessitaram de assistência.

De acordo com o comandante dos bombeiros não houve incêndio, tendo por sua vez o INEM sido alertado às 17:01 para uma “aeronave com voo a pique”


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.