Medicamentos

Pfizer retira medicamento contra a hipertensão arterial pulmonar do mercado


 

Lusa/AO online   Nacional   10 de Dez de 2010, 16:38

O laboratório farmacêutico norte-americano Pfizer anunciou esta sexta-feira a suspensão dos ensaios clínicos e a retirada do mercado do medicamento Thelin, contra a hipertensão arterial pulmonar, que se encontra à venda em Portugal.
Num comunicado, a Pfizer explica ter tomado a decisão na sequência de um novo risco de lesão hepática "potencialmente mortal", que levou à conclusão de que "a vantagem global do Thelin já não suplanta os riscos para os pacientes que sofrem de hipertensão arterial pulmonar".

A Agência do Medicamento Europeia (AME) precisou que esta decisão foi tomada na sequência de "novas informações em dois casos de lesão do fígado" que provocaram a morte.

A AME, que aprovou o medicamento em 2006, indicou que a toxicidade deste medicamento para o fígado já era conhecida, pelo que a agência tinha divulgado uma contra-indicação para pacientes com dificuldades hepáticas.

"Neste momento, os pacientes que tomam Thelin ou que participam em estudos sobre o Thelin são aconselhados a não interromper o tratamento e a questionar o seu médico" nas suas consultas previstas, acrescenta a agência.

A Pfizer, por seu lado, pede que o Thelin não volte a ser prescrito e que os pacientes recebam outros tratamentos "sempre que possível em boas condições de segurança".

O Thelin, que tem como substância activa o sitaxentano, está autorizado na Europa, Austrália e Canadá. Em Portugal, segundo o site do Infarmed, o medicamento está autorizado desde Dezembro de 2007 e é sujeito a receita médica. Está indicado para o tratamento de doentes com hipertensão arterial pulmonar.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.