Petição pela modernização da Linha do Oeste atinge as quatro mil assinaturas


 

Lusa / AO online   Nacional   8 de Ago de 2010, 13:16

O Bloco de Esquerda (BE) considera cumpridos os objetivos de recolha de assinaturas da petição para a discussão no Parlamento da modernização e requalificação da Linha do Oeste, disse à Lusa O deputado Heitor Sousa.

“Estamos praticamente no objetivo das quatro mil assinaturas, com 3950 já contabilizadas e ainda por contabilizar algumas recolhidas em Peniche e Torres Vedras” afirmou o deputado bloquista que nas últimas semanas efetuou ações de recolha de assinaturas em várias praias do Oeste.

A “Petição pela requalificação e modernização da infraestrutura e pela introdução de um serviço ferroviário de qualidade na Linha do Oeste” foi lançada pelo BE, mas assume-se como um documento supra partidário que conta entre os promotores representantes do PS, PSD E CDS-PP.

O documento colocado on-line em janeiro alerta para a “ degradação constante dos padrões da oferta” na linha que “corre o risco de desaparecer” já que “nunca se modernizou e a CP tem vindo a reduzir serviços, a pretexto da sua fraca utilização”.

No total, 1027 pessoas assinaram on-line o documento que os signatários pretendem levar a discussão na próxima sessão legislativa (a partir de 15 de setembro) para que a Assembleia da República (AR) recomende ao Governo um conjunto de investimento estratégicos para a linha.

Os subscritores defendem a requalificação da linha através da sua duplicação, eletrificação e correção de traçado para permitir a circulação de comboios rápidos de passageiros inter-cidades e um serviço de mercadorias eficiente.

Um serviço de transporte “com adequados níveis de frequência, conforto e qualidade, garantindo-se que, pelo menos entre Lisboa-Leiria, o tempo direto de viagem não ultrapasse os 70 minutos” é outra das reclamações dos signatários que exigem um serviço de transporte regular para todos os concelhos (nomeadamente, Torres Vedras, Bombarral, Óbidos, Caldas da Rainha, Nazaré, Alcobaça, Marinha Grande, Leiria, Figueira da Foz e Coimbra).

Às assinaturas on-line e às recolhidas pelo BE deverão ainda juntar-se as recolhidas pelos restantes partidos subscritores “que se comprometeram a arranjar pelo menos mil assinaturas cada um” explica Heitor de Sousa.

Independentemente do número de assinaturas ainda por contabilizar, Heitor de Sousa assegura já estar ultrapassada a meta dos quatro mil subscritores, ficando para depois das férias o agendamento da data em que a petição será entregue na AR.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.