Transportes aéreos

Petição contra concentração da frota da SATA em Ponta Delgada com seis mil assinaturas

Petição contra concentração da frota da SATA em Ponta Delgada com seis mil assinaturas

 

Lusa / AO online   Regional   25 de Jun de 2010, 15:22

O primeiro subscritor da petição contra a concentração da frota da SATA em Ponta Delgada, que já reúne seis mil assinaturas, está em audição com os deputados da Assembleia Regional dos Açores, em Angra do Heroísmo.
Luís Bretão é o primeiro assinante da petição contra a concentração dos aviões da companhia aérea açoriana no aeroporto João Paulo II, em São Miguel, e diz que a audição com os deputados tem por objectivo "fazer repensar a tomada de posição do governo".

O subscritor alega que "deve voltar para a Terceira um avião que sirva condignamente as pessoas" porque, questiona, "se durante 20 anos o Dornier serviu bem os açorianos destas ilhas, porque é que agora se tirou o avião daqui?".

Para o primeiro subscritor da petição, a concentração da frota em Ponta Delgada "prejudica altamente as outras ilhas", uma opinião partilhada por Pedro Rego, piloto.

"Pretendemos sensibilizar os governantes regionais da importância da não concentração dos aviões numa só ilha, seja ela qual for", argumenta Pedro Rego, que também subscreve a petição.

O também antigo piloto da força aérea exemplifica: "este inverno tivemos dias de nevoeiro que afectaram o aeroporto de Ponta Delgada e afectaram o resto dos Açores", ou seja, "as condições atmosféricas acabam de impedir que os aviões descolem do aeroporto João Paulo II para servir as outras ilhas".

Os subscritores querem que fique pelo menos um avião noutra ilha, já que a SATA adquiriu quatro novos aparelhos no início deste ano.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.