Política

Pelo menos 28 funcionários da ONU foram mortos em 2009


 

Lusa / AO online   Internacional   6 de Jan de 2010, 10:47

Pelo menos 28 funcionários civis da Nações Unidas foram mortos em actos de violência durante o ano de 2009, a maioria no Afeganistão e Paquistão, informou o sindicato do pessoal da ONU.
Sete elementos da força de manutenção da paz foram também mortos, seis deles pertencentes à força conjunta das Nações Unidas e da União Africana no Darfur, adiantou a fonte.

A sétima vítima foi o comandante adjunto da força da ONU no sul do Sudão, que foi morto quando se encontrava de licença no Paquistão.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.