Pelo menos 25 civis e 12 "jihadistas" mortos em ataque aéreo


 

Lusa/AO online   Internacional   21 de Mar de 2016, 17:24

Pelo menos 25 civis e 12 combatentes do grupo 'jihadista' Estado Islâmico (EI) foram mortos nas últimas 24 horas em bombardeamentos da coligação internacional liderada pelos Estados Unidos contra a cidade iraquiana de Mossul, referiu um responsável pela segurança.

 

Bunián al Yarba, membro da Comissão de segurança da governação da província de Nínive, cuja capital é Mossul, no norte do país, referiu em declarações à agência noticiosa Efe que a ofensiva também provocou cerca de 100 feridos, entre eles 25 membros do EI.

Al Yarba precisou que o primeiro bombardeamento foi desencadeado no domingo contra o edifício administrativo da universidade de Mossul, e acrescentou que os caças da coligação atacaram hoje um tribunal dos ‘jihadistas’ situado perto do centro educativo.

O mesmo responsável acrescentou que o ataque de hoje provocou importantes danos materiais nos edifícios e locais próximos da universidade, e pediu à coligação internacional que tome precauções para evitar o bombardeamento de civis em Mossul.

Em 10 de junho de 2014 o EI ocupou Mossul e vastas zonas do norte do Iraque, e de seguida proclamou um califado nos territórios sob seu controlo no país e na vizinha Síria, onde impôs uma interpretação radical da lei islâmica.

As forças governamentais iraquianas, apoiadas por forças internacionais, já anunciaram os preparativos para tentarem reconquistar Mossul, principal bastião do EI no Iraque.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.