OE2011

PDA elogia Carlos César contra "prepotência" do poder central

PDA elogia Carlos César contra "prepotência" do poder central

 

Lusa/AO online   Regional   6 de Dez de 2010, 14:48

O presidente do Partido Democrático do Atlântico (PDA), Manuel Costa, elogiou a postura do presidente do Governo Regional dos Açores, Carlos César, perante a “prepotência” do poder central na questão da compensação remuneratória para os funcionários públicos.
“Se dúvidas havia ainda para aqueles cépticos que não acreditam que nos querem apenas como colónias e não como região autónoma, aí estão as reacções à medida legislativa do legítimo governo dos Açores”, refere um comunicado do PDA hoje divulgado.

O documento, assinado pelo presidente do partido, elogia a “postura que Carlos César tomou perante a prepotência, o centralismo, o colonialismo e a visão redutora dos poderes autonómicos por parte dos órgãos políticos centrais”.

Em causa, estão as reacções do Presidente da República, Representante da República nos Açores, primeiro-ministro e ministro das Finanças à decisão do executivo açoriano de atribuir uma remuneração compensatória aos funcionários públicos que auferem entre 1500 e 2000 euros mensais para minimizar o impacto das medidas de combate à crise impostas pelo Governo da República.

“Espero que (Carlos César) não ceda aos interesses dúbios de todos os que procuram reduzir-nos a lacaios ou mendigos do Orçamento de Estado”, acrescenta Manuel Costa neste comunicado.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.