PDA considera "mais valia" para a RTP/Açores a presença de um açoriano no Conselho de Administração

PDA considera "mais valia" para a RTP/Açores a presença de um açoriano no Conselho de Administração

 

Lusa/AO online   Regional   6 de Set de 2012, 13:50

O presidente do Partido Democrático do Atlântico (PDA), Rui Matos, afirmou hoje que é uma "mais valia" para a RTP/Açores a presença do açoriano Lopes de Araújo na próximo Conselho de Administração da RTP

"Por ter conhecimento da nossa realidade, por ter sido presidente da RTP/Açores entre 1984 e 1995, acredito que Lopes de Araújo será uma mais valia para garantir o futuro da nossa televisão", afirmou Rui Matos, em declarações à Lusa, na sequência de uma posição pública do partido em defesa do funcionamento do canal regional entre as 07:00 e as 24:00.

A televisão pública revelou quarta-feira que o ex-presidente da Sociedade Central de Cervejas, Alberto da Ponte, será o novo presidente do Conselho de Administração da RTP, sendo acompanhado por Luiana Nunes, que transita da anterior administração, e pelo açoriano José Lopes Araújo, que passa da direcção jurídica para vogal do Conselho de Administração, que deve ser hoje aprovado em Conselho de Ministros.

Para Rui Matos, que também é cabeça da lista do PDA por S. Miguel nas eleições regionais de outubro, a RTP/Açores “deve permanecer ligada à casa-mãe”, continuando o Estado a suportar as despesas de funcionamento.

“Não considero admissível, do ponto de vista constitucional, que o governo centralista de Lisboa, sob o falso pretexto de razões financeiras, tenha reduzido caricaturalmente o funcionamento de uma instituição que estrutura e divulga os benefícios da limitada autonomia que nos concederam”, frisou, referindo-se ao atual modelo de emissão própria da RTP/Açores, limitado a seis horas diárias ao final da tarde e noite.

Para Rui Matos, a RTP/Açores “presta um serviço público indiscutível a um povo dividido por nove territórios, com uma diáspora quatro vezes maior do que a população residente no arquipélago”.

O presidente do PDA, único partido nacional com sede nos Açores, comprometeu-se ainda a “lutar” para que a emissão da RTP/Açores possa ser transmitida por cabo para todo o território nacional, alegando que “essa janela aberta ao país seria importante para captar mais turismo e negócios” para os Açores.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.