PCP pede ao Governo e PS para abandonarem convergências com PSD e CDS

PCP pede ao Governo e PS para abandonarem convergências com PSD e CDS

 

Lusa/Açoriano Oriental   Nacional   12 de Jul de 2017, 17:56

O secretário-geral do PCP pediu ao PS e ao Governo que mude de política e abandone a convergência "em aspetos essenciais" com o PSD e o CDS/PP.

 

“É preciso mudar mesmo, mudar a política”, pediu Jerónimo de Sousa, na intervenção de fundo do PCP no debate do estado da Nação, no parlamento, aconselhando os socialistas, que têm um acordo com os comunistas para apoiar o executivo, a não manter “o essencial das soluções do passado” do governo PSD/CDS.

Para Jerónimo, é preciso “mudar e não apenas incorporar variantes”, “mudar e não insistir na vã e ilusória tentativa de redesenhar a impossível quadratura do círculo” de compatibilizar o desenvolvimento do país “com submissão ao capital monopolista, aos juros da dívida e às imposições da União Europeia”.

É isso, concluiu, que “pretendem o PS e o seu Governo”, concluiu.

Mudar, avisou, é também pôr “fim à convergência que o PS tem prosseguido em aspetos essenciais com PSD e CDS” em matérias como a legislação laboral, económica e no domínio da soberania nacional.

Para os comunistas, a "nova fase da visa política nacional", ou seja o acordo parlamentar à esquerda, resultou numa evolução da situação económica e social do país e os indicadores sobre o crescimento e o emprego, apesar de o seu alcance ser "ainda limitado".

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.