Greve Geral

PCP/Açores defende adesão à greve

PCP/Açores defende adesão à greve

 

Lusa/AO online   Regional   23 de Nov de 2010, 15:16

O coordenador do PCP/Açores, Aníbal Pires, apelou esta terça-feira à participação dos trabalhadores açorianos na greve geral de quarta-feira, considerando que, por terem os salários mais baixos do país, têm “razões reforçadas” para aderir ao protesto.
“Os Açores continuam a ser das regiões do país com os mais baixos salários e com maior incidência do salário mínimo”, afirmou Aníbal Pires numa conferência de imprensa realizada na Horta

O líder regional comunista defendeu a necessidade de os trabalhadores açorianos manifestarem “indignação perante as políticas do governo de José Sócrates que afundam o país numa situação verdadeiramente ruinosa”, considerando ainda que a “precariedade” atinge nos Açores uma “enorme percentagem” dos activos

Na conjuntura actual, segundo Aníbal Pires, “as medidas anunciadas pelo governo regional, pela sua insuficiência, mais não são do que um mísero paliativo para tentar distrair as atenções e desmobilizar os trabalhadores da luta por um futuro melhor nos Açores”.

Nesse sentido, considerou que a adesão à greve geral “é, também, uma defesa da autonomia”.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.