Paulo Portas defende que Europa deve regular entrada de imigrantes


 

Lusa/AO online   Nacional   14 de Out de 2010, 18:20

O presidente do CDS, Paulo Portas, defendeu esta quinta-feira nas jornadas de estudo do PPE que a Europa deve ser aberta mas deve regular a imigração, único trecho do discurso que mereceu palmas do auditório.
“A Europa deve ser aberta mas deve regular a imigração, regular a imigração é acolher dignamente aqueles que podemos integrar”, sublinhou na sessão de abertura dos trabalhos de hoje das jornadas de Estudo do Grupo PPE no Parlamento Europeu.

Paulo Portas considerou “irresponsável uma política de imigração não regulada” tendo responsabilizado “altamente” a esquerda que “gosta de diabolizar a direita por causa da imigração” pela “factura social, pela exclusão e pela pobreza que resultam dessa política (momento em que levantou palmas aos eurodeputados)”.

Para o presidente do CDS, os dirigentes europeus devem “insistir na fronteira entre imigração legal e imigração ilegal”.

“Aos imigrantes legais que contribuem com o seu trabalho para a prosperidade e para demografia das nossas nações devemos a integração com toda a dignidade mas face à imigração ilegal não podemos hesitar nem ter tibiezas, não pode ser aceite e devem ser penalizados os que a promovem”, sustentou

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.