Pauleta satisfeito por seleção voltar a jogar nos Açores após uma década

Pauleta satisfeito por seleção voltar a jogar nos Açores após uma década

 

LUSA/AO online   Futebol   22 de Mar de 2016, 19:43

O diretor da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) Pedro Pauleta disse hoje estar "bastante satisfeito" pelo regresso da seleção portuguesa aos Açores, após um interregno de 10 anos

"Estamos satisfeitos por ter essa oportunidade de ter a seleção de sub-21 num jogo oficial, portanto, temos de aproveitar essa oportunidade, não só aqui (na ilha de São Miguel), mas também na segunda-feira em Angra (na ilha Terceira) com o México. São dois jogos importantes para nós, um para o apuramento do campeonato da Europa e o outro para preparar a seleção que vai estar nos Jogos Olímpicos", disse o ex-internacional português natural da ilha de São Miguel.

A última vez que a seleção portuguesa de futebol jogou nos Açores foi em 2006, num particular da seleção A com o Egipto, num jogo de preparação para a fase final do mundial de 2006, que decorreu na Alemanha.

Pauleta espera por isso "muita gente" no Estádio de São Miguel esta quinta-feira, no jogo da seleção portuguesa de futebol de sub-21 frente ao Liechtenstein, marcado para as 16:15 dos Açores (17:15 em Lisboa), do grupo 4 de qualificação para o Campeonato Europeu, que se vai realizar na Polónia em 2017.

"Espero muita gente, é uma oportunidade para ver os nossos melhores jogadores nessa idade, de sub-21, jogadores quase todos eles que estão a jogar na primeira divisão, quase todos eles estão a jogar em grandes clubes não só nacionais como também internacionais e portanto é uma oportunidade para nós açorianos vermos essa seleção jogar", afirmou em declarações aos jornalistas, em Ponta Delgada.

O diretor da FPF recordou os bons resultados da equipa, que está "há quatro anos sem perder", mas revelou-se cauteloso quanto às expetativas para o jogo com o ultimo classificado do grupo.

"Em primeiro lugar, temos de ter respeito pelo adversário e esta seleção e esta equipa técnica têm muito respeito pelos adversários e por isso têm conseguido resultados positivos. Agora é óbvio que esperamos uma vitória, mas primeiro ganhar e depois logo se vê o que o jogo vai ditar", sublinhou.

Pauleta confessou-se "orgulhoso" por estar à frente da seleção portuguesa de sub-21, mas confessa que se pudesse escolher estaria nos Açores "na condição de jogador".

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.