OE2011

Passos Coelho lembra que quando os impostos aumentam nunca mais descem

Passos Coelho lembra que quando os impostos aumentam nunca mais descem

 

Lusa/AO online   Economia   14 de Out de 2010, 17:52

O presidente do PSD, Pedro Passos Coelho, disse esta quinta-feira que os impostos quando aumentam nunca mais voltam a descer sustentando que aquilo que Portugal precisa é de reformas para criar “excedentes orçamentais”.
Ao discursar nas jornadas de estudo do Grupo PPE no Parlamento Europeu que decorrem até sexta-feira no Funchal, Pedro Passos Coelho lembrou que “quando os impostos aumentam, nunca mais voltam a descer e a promessa do Estado, de que vai reduzir a sua despesa, é sempre uma falácia”.

Ao apontar que Portugal precisa “gerar, nos próximos anos, excedentes orçamentais de modo a diminuir a dívida externa”, sublinhou, no entanto, que essa necessidade não deve ser assegurada pela via do aumento dos impostos: “não é possível criar excedentes orçamentais para o futuro se nos permitirmos, com o aumento dos impostos, não manter pressão sobre a despesa pública”.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.