Passos Coelho intervém hoje na última cimeira anual

Passos Coelho intervém hoje na última cimeira anual

 

Lusa/AO Online   Nacional   9 de Dez de 2014, 06:35

O primeiro-ministro português, Pedro Passos Coelho, vai intervir esta terça-feira no segundo dia da XXIV Cimeira Ibero-Americana, que decorre na cidade mexicana de Veracruz, e é a última de periodicidade anual.

 

Hoje de manhã, à margem da cimeira, o primeiro-ministro e o Presidente da República de Portugal, Aníbal Cavaco Silva, terão uma reunião bilateral com a Presidente do Chile, Michelle Bachelet, na qual também participará o ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros, Rui Machete.

Os trabalhos de hoje começarão com o chamado retiro de chefes de Estado e de Governo, um momento de debate mais informal, não acessível aos jornalistas, para o qual este ano foi antecipadamente distribuído um documento sobre a inclusão e desenvolvimento dos jovens ibero-americanos como assunto central a ser debatido.

Esta Cimeira Ibero-Americana começou na segunda-feira e termina hoje, dedicada aos temas da "Educação, inovação e cultura", com as ausências dos presidentes de Cuba, Raul Castro, Venezuela, Nicolás Maduro, Nicarágua, Daniel Ortega, Bolívia, Evo Morales, Brasil, Dilma Rousseff, e Argentina, Cristina Kirchner.

A criação de bolsas que permitam a mobilidade de estudantes, professores e investigadores dos 22 países da comunidade ibero-americana poderá ser aprovada em Veracruz, bem como uma recomposição do financiamento desta organização que diminua progressivamente o encargo dos países europeus, que têm assegurado a maioria do orçamento, e aumente o contributo dos da América Latina.

Pedro Passos Coelho vai fazer uma intervenção na segunda sessão plenária desta cimeira, sobre "Inovação", com início previsto para as 12:10 locais (18:10 em Lisboa), antes da habitual conferência de imprensa conjunta com o Presidente da República.

Cavaco Silva interveio na segunda-feira, na primeira sessão plenária da cimeira, sobre "Educação e Cultura", e no seu discurso apontou a "economia do conhecimento" como fundamental para o progresso e o combate às assimetrias sociais, elogiando o investimento feito por Portugal "ao longo de décadas" na qualificação dos recursos humanos.

As cimeiras ibero-americanas vão passar a realizar-se de dois em dois anos, estando a próxima prevista para o último trimestre de 201. Cavaco Silva já não estará presente nesse encontro, porque termina o seu segundo mandato como Presidente da República em março desse ano.

Na segunda-feira, o Presidente do México, Enrique Peña Nieto, destacou a presença de Cavaco Silva, assinalando o facto de o atual Presidente da República Portuguesa ser o único fundador destes encontros - criados em 1991 - presente em Veracruz.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.