Passos assume como "ponto de honra" tirar Portugal do défice excessivo

Passos assume como "ponto de honra" tirar Portugal do défice excessivo

 

Lusa/AO Online   Economia   4 de Nov de 2014, 06:31

O presidente do PSD e primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, assumiu como "ponto de honra" tirar Portugal do procedimento por défice excessivo em 2015, afirmando que o Governo adotará "uma estratégia que garanta" esse objetivo.

 

Pedro Passos Coelho contestou desta forma as "profecias e previsões que possam aparecer" e que "lancem dúvidas" sobre a redução do défice orçamental para menos de 3% do Produto Interno Bruto (PIB) no próximo ano - a meta inscrita no Orçamento do Estado para 2015 é 2,7%, e anteriormente esteve prevista uma redução para 2,5%.

"Quero aqui reafirmar que é para nós um ponto de honra tirar Portugal do défice excessivo em 2015. É um ponto de honra", declarou o primeiro-ministro, num hotel de Lisboa, numa conferência inserida nas IV Jornadas "Consolidação, Crescimento e Coesão", promovidas pelo PSD, sobre o Orçamento do Estado para 2015.

"E, apesar de todas as profecias e previsões que possam aparecer que lancem dúvidas sobre essa matéria, garanto-vos: o Governo nunca deixará de adotar uma estratégia que garanta que em 2015 nós vamos sair do défice excessivo. Esse é um compromisso com a responsabilidade com que fomos eleitos e que devolvemos aos portugueses", acrescentou o presidente do PSD.

 


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.