Mobilidade

Passadeiras não cumprem medidas de segurança

Passadeiras não cumprem medidas de segurança

 

Lusa/AO online   Nacional   16 de Set de 2010, 12:37

A Associação de Defesa do Consumidor (DECO) analisou 35 passadeiras e concluiu que 26 apresentavam falhas que “põem em causa a segurança de quem as atravessa”, num estudo divulgado esta quinta-feira.
As 35 passagens para peões foram inspeccionadas em Braga, Porto, Lisboa, Setúbal, Faro e Portimão, e, para a DECO, apenas nove tiveram uma apreciação positiva.

“Das 26 que chumbaram, 11 apresentavam falhas muito graves que põem em causa a segurança de quem atravessa”, avançou hoje a DECO em comunicado.

“A ausência de medidas que levem a uma redução da velocidade dos veículos, antes de se aproximarem da passadeira, com ou sem semáforos, e tempos de espera e atravessamento realistas” foram algumas das falhas encontradas pela DECO.

Segundo o mesmo comunicado, os técnicos da Proteste, a revista da associação onde vem publicado este estudo, “mediram a velocidade dos veículos e depararam-se com valores excessivos: em média, 45 quilómetros por hora, nas passagens sem semáforos, e 47 quilómetros hora, nas que os têm”.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.