Partidos favoráveis a opções vegetarianas nas cantinas mas com algumas preocupações

Partidos favoráveis a opções vegetarianas nas cantinas mas com algumas preocupações

 

Lusa/AO Online   Nacional   16 de Jun de 2016, 18:42

A globalidade dos partidos com assento parlamentar mostrou-se hoje favorável à inclusão de uma opção vegetariana em todas as cantinas públicas, mesmo com PS, PSD e CDS-PP a levantarem algumas preocupações sobre a matéria.

 

O parlamento debateu esta tarde três projetos de lei - de PAN, Bloco de Esquerda e "Os Verdes" - pedindo a inclusão de uma opção vegetariana nas cantinas públicas.

"Todas as cantinas públicas têm de envolver os cidadãos que optam por uma dieta alimentar mais saudável", vincou André Silva, deputado do PAN, na apresentação da proposta do partido.

À direita, PSD e CDS-PP demonstraram abertura para "alternativas saudáveis" de alimentação nas cantinas, embora sinalizando algumas preocupações.

"A universalização da ementa vegetariana tem repercussões ao nível dos custos. Não vejo que isso esteja ainda estimado", advogou Cristóvão Norte, deputado do PSD.

O CDS-PP, por Patrícia Fonseca, diz ser "um defensor da liberdade de escolha": "Qualquer iniciativa que contribua para uma maior diversidade terá o nosso apoio e concordância", vincou a parlamentar, embora definindo os projetos de lei em debate como "pouco ambiciosos" por apenas se centrarem na dieta vegetariana e não noutro tipo de opções.

O PS, pela deputada Palmira Maciel, diz que uma eventual implementação das opções vegetarianas tem de ser feita "de forma gradual", sendo que um dos problemas é a dificuldade em "contabilizar o impacto orçamental" desta medida.

A concretização da mesma, prosseguiu a socialista, "carece" também "de uma prévia avaliação de uma realidade de todas as cantinas escolares", e é também necessário haver "conhecimentos científicos" profundos na aplicação desta dieta vegetariana entre as opções nas cantinas.

O BE, pelo deputado Jorge Costa, diz que o argumento financeiro é "pobre", até porque a Assembleia da República "aprovou recentemente", a jeito de exemplo, que houvesse da parte de organismos oficiais a aquisição de produtos a "agricultores locais, bem mais onerosos" que a compra em larga escala, em hipermercados, de frutos ou legumes.

Heloísa Apolónia, parlamentar de "Os Verdes", demonstrou disponibilidade do seu partido para em sede de especialidade haver um aperfeiçoamento dos projetos, nomeadamente no que refere ao seu prazo de entrada em vigor.

Em março deu entrada na Assembleia da República uma petição pela inclusão de opções vegetarianas nas escolas, universidades e hospitais portugueses.

 


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.