Partidos dão hoje tudo por tudo final para convencer eleitores

Partidos dão hoje tudo por tudo final para convencer eleitores

 

Lusa/AO Online   Internacional   18 de Nov de 2011, 06:38

 Os partidos políticos espanhóis dão hoje o tudo por tudo final na campanha para as eleições de domingo, de onde sairão as décimas cortes da democracia espanhola e onde se espera uma mudança de Governo.

As sondagens continuam a apontar Mariano Rajoy, líder do Partido Popular (PP), como favorito para assumir o cargo de presidente do Governo, podendo vir até a conseguir uma vitória histórica, com a maior maioria de sempre do seu partido.

O candidato do Partido Socialista espanhol, Alfredo Pérez Rubalcaba, mantém hoje os últimos encontros com os eleitores, procurando atrair os indecisos e conseguir mobilizar uma fatia significativa de eleitores socialistas descontentes.

O Palácio de Desportos de Madrid acolhe ao fim do dia o comício de encerramento da campanha do PP onde se prevê que Mariano Rajoy seja aplaudido por grande parte da direção do partido, entre os quais a chefe do Governo regional de Madrid, Esperanza Aguirre, e o alcaide da capital, Alberto Ruiz-Gallardón.

Antes disso estará numa das localidades que hoje centrará grande parte das atenções, Huelva, onde Rajoy quase se cruza com o seu principal rival, Alfredo Pérez Rubalcaba que ali terá um comício.

Rubalcaba estará ainda em Jerez de la Frontera, antes de viajar para o Pavilhão Fernando Martin, na localidade de Fuenlabrada, arredores da capital espanhola, para o comício de encerramento.

Felipe González, ex-presidente do Governo - e um dos históricos do PSOE mais ativos nesta campanha - intervirá num comício final na localidade asturiana de Oviedo.

Também fora de Madrid, desta feira em Léon, estará o chefe do Governo espanhol, José Luis Rodríguez Zapatero, que participa num comício de encerramento de campanha.

Em Madrid estará a direção da Esquerda Unida (IU), com Cayo Lara, responsável máximo do partido, a intervir num comício de encerramento.

O PNV encerra a sua campanha com o já tradicional comício em La Casilla, onde intervirão os cabeças de lista de cada território basco.

Rosa Díez, líder da União Progresso e Democracia (UPyD) escolheu o Círculo de Bellas Artes, em Madrid, para o ato de encerramento da campanha.

À margem das campanhas eleitorais, está marcada uma concentração do movimento dos "indignados" na Praça da Catalunha, no centro de Barcelona, e concentrações de indignados noutros pontos de Espanha.

Em Madrid a concentração do "movimento 15M" decorrerá na Puerta del Sol durante o dia de sábado, dia de reflexão para as eleições de domingo.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.