Partido Conservador de Theresa May perde maioria absoluta

Partido Conservador de Theresa May perde maioria absoluta

 

Lusa/AO Online   Internacional   9 de Jun de 2017, 08:47

O Partido Conservador, liderado pela primeira-ministra, Theresa May, perdeu a maioria absoluta nas eleições legislativas antecipadas de quinta-feira no Reino Unido, segundo resultados oficiais divulgados hoje.

 

Quando estavam contados os votos de 632 dos 650 círculos eleitorais, o Partido Conservador tinha conseguido eleger 308 deputados, número que matematicamente o impede de alcançar os 326 necessários para conquistar a maioria absoluta no parlamento.

O Partido Trabalhista, de Jeremy Corbyn, somava 257 deputados, enquanto o Partido Nacionalista Escocês (SNP) contava com 34 assentos e os liberais-democratas com 12.

Com estes resultados, o Reino Unido tem o que se conhece por “hung parliament”, literalmente parlamento suspenso, em que nenhum partido consegue lugares suficientes para formar uma maioria absoluta e não poderá governar sozinho, precisando do apoio de outras formações políticas.

Não havendo uma maioria, o calendário político britânico pode prolongar-se por várias semanas, o que pode prejudicar o calendário do 'Brexit', uma vez que as negociações com a União Europeia (UE) deviam começar dentro de duas semanas.

O Partido Conservador partiu para as eleições com 330 deputados, contra os 229 dos Trabalhistas.

Quando a líder conservadora convocou as eleições legislativas antecipadas para esta quinta-feira, em meados de abril, a sua formação tinha uma vantagem de quase 20 pontos sobre os trabalhistas, mas o partido liderado por de Corbyn conseguiu reduzir significativamente a desvantagem nas intenções de voto face ao partido do Governo, sobretudo na recta final da campanha.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.