União Europeia

Parlamento Europeu deverá aprovar limite máximo de 30 dias para Estado pagar facturas


 

Lusa/AO online   Economia   19 de Out de 2010, 16:01

O Parlamento Europeu deverá aprovar na quarta-feira o estabelecimento de um limite máximo de 30 dias para os pagamentos nas transacções comerciais, com vista a combater um problema que afecta muitas empresas europeias e designadamente portuguesas.
A assembleia aponta que, segundo a avaliação do impacto da Comissão, num certo número de Estados-Membros, as administrações públicas têm revelado até agora um comportamento particular de "maus pagadores", sendo Grécia, Espanha, Itália e Portugal os países europeus que demoraram mais tempo a pagar as suas facturas nos últimos anos.

Em Portugal, 90 por cento das empresas recebe os seus pagamentos com atraso.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.