União Europeia

Parlamento Europeu condena hostilidade contra ciganos


 

Lusa / AO online   Internacional   25 de Mar de 2010, 10:30

O Parlamento Europeu condenou esta quinta-feira o aumento da hostilidade em relação aos ciganos em diversos Estados-membros da União Europeia e instou a Comissão Europeia a criar uma estratégia para a inclusão desta comunidade, uma das maiores minorias étnicas na Europa.

Numa resolução (declaração política) sobre a "II Cimeira Europeia sobre os Roma", hoje adoptada em Bruxelas, a assembleia expressa a sua "preocupação face à discriminação sofrida pela comunidade cigana nos domínios da educação, da habitação, do emprego e da igualdade de acesso aos sistemas de saúde e a outros serviços públicos, bem como o nível surpreendentemente baixo da sua participação na vida política".

De acordo com os eurodeputados, as medidas de combate à discriminação são insuficientes para facilitar a inclusão social dos ciganos, pelo que exorta o executivo comunitário liderado por José Manuel Durão Barroso a elaborar novas propostas nesta matéria e a pressionar os Estados-membros a "despenderem maiores esforços para alcançar resultados visíveis".

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.