Parlamento dos Açores quer que República salvaguarde ampliação da pista do Aeroporto da Horta

Parlamento dos Açores quer que República salvaguarde ampliação da pista do Aeroporto da Horta

 

Lusa/AO Online   Regional   20 de Abr de 2018, 18:24

A Assembleia Legislativa dos Açores aprovou hoje várias propostas no sentido de tentar assegurar que a obra de ampliação da pista do Aeroporto da Horta seja incluída na renegociação do contrato de serviço público aeroportuário.


Os deputados aprovaram três propostas semelhantes apresentadas pelas bancadas do PS e do PSD, e ainda pelo deputado do PCP, bem como uma outra proposta do Bloco de Esquerda, que recomenda o reconhecimento da obra de ampliação da pista como de "interesse público", de forma a poder vir a beneficiar de fundos comunitários.

"É agora a oportunidade de corrigir o erro, a roçar a incúria, cometido pelo Governo de Passos Coelho e Paulo Portas, que de forma deliberada decidiram não acautelar, devidamente, os interesses da Região Autónoma dos Açores", apontou Tiago Branco, deputado socialista, responsabilizando PSD e CDS por não terem incluído esta obra no caderno de encargos da privatização da ANA.

Também para João Paulo Corvelo, do PCP, a inclusão desta obra na renegociação do contrato de serviço público entre a Região e o Continente irá permitir resolver definitivamente este problema, respondendo assim a uma legítima reivindicação das forças vivas locais.

Mas Graça Silveira, da bancada do CDS, recordou que tanto o anterior presidente do Governo dos Açores, Carlos César, como o atual, Vasco Cordeiro, ambos do Partido Socialista, prometeram, em tempo de campanha eleitoral, financiar a obra de ampliação da pista do Aeroporto da Horta, caso a República não o fizesse.

Luís Garcia, do PSD, entende, no entanto, que o Governo Regional "continua a não ter vontade política para fazer esta obra", preferindo empurrar as culpas para o Governo da República, apesar das promessas feitas pelos socialistas nos últimos 14 anos, sobre este investimento.

Paulo Estêvão, deputado do PPM, acusou o PS e o Governo de terem "prejudicado" a economia da ilha do Faial, ao não cumprirem com as promessas feitas "em tempo de campanha eleitoral", relativamente a este investimento, considerado estratégico para o desenvolvimento económico da ilha.

Mas para António Lima, do Bloco de Esquerda, mais importante do que "esta chicana política" sobre quem tem responsabilidades nesta matéria, importa sim encontrar uma solução para o problema que passa, no seu entender, por garantir financiamento comunitário para a ampliação da pista do Aeroporto da Horta.

Para além destas quatro propostas agora aprovadas, todas elas por unanimidade, os deputados apreciaram ainda, nesta sessão parlamentar, duas petições subscritas por grupos de cidadãos que defendiam a melhoria das acessibilidades no Aeroporto da Horta e no Aeroporto do Pico, bem como a ampliação das pistas nas duas ilhas.



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.