Parlamento dos Açores adia para junho discussão de propostas sobre a contaminação de solos na ilha Terceira

Parlamento dos Açores adia para junho discussão de propostas sobre a contaminação de solos na ilha Terceira

 

LUSA/AO online   Regional   18 de Mai de 2017, 19:33

Os deputados do CDS-PP e do PSD ao Parlamento dos Açores, apresentaram hoje, na Horta, duas propostas de resolução semelhantes, sobre a contaminação dos solos e aquíferos na ilha Terceira, mas os documentos só serão discutidos em junho

As duas propostas de resolução, com caráter de urgência, tinham como objetivo comum "exigir" ao Governo da República a reparação dos danos ambientais causados pelas forças militares norte-americanas na Base das Lajes, mas apenas o do PSD vinha acompanhada de um pedido de dispensa de exame em comissão, que acabou chumbado pelo PS e pelo CDS/PP, adiando a discussão do tema para o próximo mês.

"O PS, tal como concorda com a urgência do CDS/PP, também pode comprometer-se aqui, que tudo fará para que na prática, este diploma [do PSD] acabe por ter, até pela sua similitude de tema e pela analogia de semelhança, o mesmo tratamento urgente que reconhecemos ao CDS/PP", justificou Francisco Coelho, deputado da bancada do PS.

Mas César Toste, deputado do PSD, não gostou de ver a discussão da sua proposta adiada mais um mês e acusou os socialistas de não estarem a defender convenientemente os interesses dos Açores nesta matéria.

"O PSD fica extremamente triste e considera que há partidos nesta casa que não estão ao lado dos açorianos e dos Açores, nesta matéria de descontaminação dos aquíferos e solos da ilha Terceira", apontou o parlamentar social-democrata.

Graça Silveira, deputada do CDS, lembrou, porém, que foi o seu partido quem primeiro denunciou a contaminação de solos e aquíferos na Terceira, e entende que não há razão para que a bancada do PSD queira agora tomar a liderança neste processo.

"Eu estranho que, há dois dias atrás, quando havia partidos que, aquilo que achavam que se devia fazer era um estudo internacional e à prova de bala, agora a sua urgência não possa esperar um mês", lembrou a parlamentar centrista, referindo-se a uma proposta apresentada terça-feira, no Parlamento, pelo líder do PSD/Açores, Duarte Freitas.

Mas Paulo Estevão, deputado do PPM, lembra que o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa (a quem o PSD apelava para que intercedesse no processo de descontaminação da Base das Lajes), vai estar nos Açores no início de junho, considerando, por isso, que "esta era a altura certa" para do Parlamento se pronunciar sobre o assunto.

"Eu penso que era da maior importância que esta iniciativa fosse aprovada antes da deslocação do Presidente da República a esta região, para que já fosse confrontado com uma posição institucional por parte do Parlamento dos Açores", insistiu o deputado monárquico.

Também o Bloco de Esquerda e o PCP votaram a favor da dispensa de exame proposta pelo PSD, por entenderem que não havia razões para o documento baixar à Comissão de Assuntos Parlamentares, Ambiente e Trabalho, mas tanto o PS como o CDS chumbaram o pedido, fazendo adiar a discussão das duas para o plenário de junho.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.