Parlamento 'chumba' proposta do PCP de redução do tarifário elétrico em 10 por cento nos Açores

Parlamento 'chumba' proposta do PCP de redução do tarifário elétrico em 10 por cento nos Açores

 

Rui Jorge Cabral   Regional   10 de Dez de 2012, 11:37

O projeto de resolução do PCP/Açores a recomendar ao Governo Regional que reduza transitoriamente a tarifa elétrica dos açorianos em 10 por cento vai ser esta tarde chumbado na Comissão de Economia do Parlamento açoriano.
Durante a manhã de hoje, os deputados ouviram o secretário regional do Turismo e Transportes, Vítor Fraga, afirmar que a tarifa elétrica da EDA já é fortemente apoiada e que a entidade reguladora nacional - a ERSE - poderia reduzir a indemnização paga à elétrica açoriana, proporcionalmente à redução de 10 por cento proposta pelo PCP/Açores, o que poderia obrigar a EDA a aumentar a tarifa em vez de a diminuir. Por isso, o Governo Regional, apoiado pela maioria socialista no Parlamento, considera inexequível esta proposta. 
Pelo seu lado, o PCP/Açores entende que, sendo a EDA uma empresa pública, seria possível encontrar junto da ERSE uma solução que evitasse a redução da indemnização compensatória paga à EDA pela convergência do tarifário elétrico em todo o território nacional.
Contudo, sem o apoio dos dois maiores partidos, os comunistas açorianos irão ver chumbada a sua proposta.  

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.