Parlamento aprova resolução que cria Plano Integrado para as fajãs de São Jorge

Parlamento aprova resolução que cria Plano Integrado para as fajãs de São Jorge

 

Lusa/AO Online   Regional   12 de Fev de 2015, 06:04

A Assembleia Legislativa dos Açores aprovou hoje, por unanimidade, uma proposta do CDS para a criação de um Plano Integrado de Desenvolvimento das Fajãs da ilha de São Jorge.

A iniciativa dos centristas, que pretendem também envolver as autarcas da ilha na elaboração desse documento, visa dar um impulso à economia da ilha, permitindo desenvolver as várias fajãs de São Jorge (pequenos povoados isolados junto ao mar).

"Esta proposta tem duas grandes virtudes e vantagens: permite estimular forte e ativamente a economia da ilha por via da recuperação de postos de trabalho e, a prazo, fará com que um património natural, histórico, cultural e económico seja potenciado em benefício da sua preservação", realçou Ana Espínola, deputada do CDS.

A proposta centrista, que já esteve em discussão pública, pretende aproveitar as verbas comunitárias, para desenvolver as pequenas localidades da ilha de São Jorge, considerados "ex-libris" naturais.

No entender dos proponentes, para a aplicação deste plano será necessário rever o Plano de Ordenamento da Orla Costeira de São Jorge e investir na consolidação das encostas, na melhoria da segurança dos seus habitantes e em matéria de acessibilidades.

O CDS-PP propõe também que o Governo desenvolva todas as diligências no sentido da futura classificação das Fajãs da ilha de São Jorge, pela UNESCO, como Património Mundial da Humanidade.

O secretário regional da Agricultura, Neto Viveiros, lembrou que o Governo está a aguardar com grande expetativa, o resultado da candidatura das Fajãs de São Jorge a Reserva Mundial da Biosfera".

O governante manifestou, mesmo assim, o seu empenho em colocar em prática a proposta agora feita pelo CDS e aprovada no Parlamento por unanimidade.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.