Parlamento a favor da descontaminação ambiental das Lajes

Parlamento a favor da descontaminação ambiental das Lajes

 

LUSA/AO online   Nacional   19 de Mai de 2017, 13:57

A Assembleia da República aprovou hoje projetos de resolução do PS e do Bloco de Esquerda em que definem como prioridade a descontaminação ambiental das Lajes, nos Açores

A resolução do PSD, em que se defendia o envio ao parlamento de um relatório anual sobre o cumprimento dos acordos com os Estados Unidos, foi recusada com os votos dos partidos da esquerda.

Na quarta-feira, os partidos concordaram que a descontaminação ambiental das Lajes, nos Açores, é uma prioridade e o PSD alertou que "há um povo a morrer" devido à poluição causada pelo funcionamento da base militar norte-americana.

O deputado do PSD António Ventura acusou o executivo socialista de "negligência política", afirmando que o Governo "não quer dar prioridade à descontaminação".

A socialista Lara Martinho reconheceu que "houve referências menos felizes de dois ministros", mas ressalvou que "quando os ministros do PS cometem erros, rapidamente se apressam a corrigi-los".

A descontaminação, acrescentou, "não é um tema novo", mas "infelizmente nada foi alcançado pelo anterior Governo" (PSD/CDS-PP).

Na sua proposta, o PS pede ao Governo que garanta, no âmbito das negociações bilaterais com os EUA, a "prioridade da total descontaminação ambiental na ilha Terceira e o reaproveitamento futuro das infraestruturas excedentárias na estrutura aeroportuária das Lajes".

Pelo BE, João Vasconcelos acusou o PSD de, na sua iniciativa, apenas pretender "atacar o Bloco e outras forças da esquerda parlamentar por serem contra a NATO", mas garantiu que "não existe uma rutura" na maioria parlamentar que apoia o Governo, porque o tema da NATO "não faz parte dos acordos" do PS com o PCP, Bloco e Verdes.

Ao PSD, CDS e Governo, criticou o bloquista, "o que interessa é não beliscar a relação diplomática com os Estados Unidos e, por isso, não convém incomodar os norte-americanos com a sua pegada ambiental" na base das Lajes.

O deputado comunista António Filipe acusou o PSD de ter descoberto "agora que havia um problema com a base das Lajes", mas, sublinhou, "há vários problemas graves, mas não nasceram ontem".

O deputado João Rebelo anunciou que o CDS concorda com as iniciativas do PS e do PSD e rejeitou o projeto do Bloco, a quem acusou de "anti-americanismo crónico".

O deputado centrista manifestou ainda o desagrado pela "ineficácia" das comissões bilaterais entre Lisboa e Washington, que cinco anos após se conhecer a intenção dos EUA de reduzir a presença militar nas Lajes, ainda "não foi possível encontrar um desfecho compensatório".

Em comum, as iniciativas dos três partidos têm o pedido ao Governo para que defenda os interesses portugueses na base das Lajes, Açores, e garanta a descontaminação ambiental da zona, a realizar pelos Estados Unidos.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.