Paris é "um dos sítios certos" para as joias portuguesas

Paris é "um dos sítios certos" para as joias portuguesas

 

Lusa/AO Online   Nacional   29 de Ago de 2016, 08:35

Cecília Ribeiro e Sara Coutinho são duas designers de joias portuguesas que vão participar na feira internacional de ourivesaria e bijutaria "Bijorhca", em Paris, "um dos sítios certos" para a internacionalização, de acordo com uma das criadoras. O evento decorre entre 02 a 05 de setembro.

Cecília Ribeiro, de Caldas da Rainha, tem 29 anos e criou a sua marca de joalharia, no final dos estudos, com 25 anos, dividindo o seu tempo entre Portugal e Espanha. Esta é a primeira vez que participa "num evento desta dimensão" e espera que seja uma "rampa de lançamento" para a sua carreira.

"Se é para resultar, é num espaço como este porque é um evento dedicado à joalharia com um público-alvo que aprecia e sabe o que está a ver. Se é para acontecer alguma coisa de importante e de grande, Paris é um dos sítios certos", disse à Lusa a jovem criadora.

Cecília Ribeiro é um dos nomes que aparece em destaque na página de Internet da feira, sendo apresentada como "uma apaixonada pela arte, nomeadamente pela escultura e pelo design", com joias que são "peças únicas como mini esculturas móveis".

"Trabalho neste momento com prata e ouro. Grande parte da minha abordagem são peças únicas. É quase como uma escultura que se utiliza, que nós levamos connosco todos os dias. É uma peça que é prática, mas ao mesmo tempo quase luxuosa e bastante arrojada. É uma abordagem muito espontânea, natural e orgânica a puxar a inspiração nos corais, numa fauna marítima muito interessante", descreveu.

Sara Coutinho é outro dos nomes portugueses em destaque no 'site' da feira como nova expositora, sendo apresentada como a fundadora de uma "marca de joias contemporânea definida por uma conceção da sociedade que favorece a individualidade, a exclusividade e a elegância na base de uma herança histórica, cultural e humana".

Com 37 anos, Sara formou-se em design de produto, tem um mestrado em design de joalharia e trabalha "há 12, 13 anos" no setor, tendo criado a sua marca - Mater Jewellery Tales - em 2015, e estado em exposição, este ano, no Auditório da Alfândega do Porto, no âmbito da 38ª edição do Portugal Fashion.

"Vou levar a Paris as novas coleções para a estação outono-inverno que são baseadas no legado histórico, cultural e humano. Apesar de contemporâneas, têm sempre um legado histórico. Pode ser, de facto, ligado a Portugal, como uma das coleções que tem o nome de Leixões que é baseada arquitetonicamente no porto de Leixões. Mas pode ser simplesmente o legado humano, da matéria que nos somos feitos", descreveu.

De acordo com a delegação em Paris da Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal (AICEP), no total, vinte nomes portugueses vão participar na feira que se realiza no Parque de Exposições de Versalhes, na capital francesa.

"Num período de quatro dias, esta feira permite aos retalhistas da ourivesaria, bijutaria, relojoaria e da moda, aos compradores de grandes lojas e responsáveis de compras, visitar mais de 400 criadores de bijutaria fantasia e preciosa do mundo inteiro. É uma feira de tendências, onde os encontros se concretizam, muitas vezes, em negócios", descreve o comunicado enviado à agência Lusa pela AICEP.

O salão realiza-se duas vezes por ano e reúne, em média, 450 expositores - metade dos quais dos quais internacionais - com 32 países representados, nomeadamente Portugal que aparece no 'top 10' na página de Internet do evento.

Simultaneamente à feira de ourivesaria, vai decorrer no mesmo espaço o salão de moda, confeção e acessórios "WHO'S NEXT - Première Classe Paris" que vai contar com a presença de 19 nomes portugueses, entre os quais Luís Buchinho e Ana Sousa.

 


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.