Papa pede proteção para vítimas de violência no Iraque

Papa pede proteção para vítimas de violência no Iraque

 

Lusa/AO online   Internacional   9 de Ago de 2014, 18:42

O papa Francisco pediu este sábado à comunidade internacional para "proteger todas as vítimas de violência no Iraque", numa mensagem publicada no seu perfil oficial do Twitter.

 

Trata-se da quinta mensagem sobre a situação no Iraque que o papa Francisco publica, em menos de 24 horas, no seu perfil daquela rede social, que é seguida por mais de 16 milhões de pessoas e está disponível em nove idiomas, entre os quais em árabe.

No norte do Iraque, os "jihadistas" do Estado Islâmico (EI) têm perseguido, nos últimos tempos, fieis de outras religiões, muitos dos quais cristãos, obrigando-os a abandonarem as suas casas para fugirem da violência.

Na sexta-feira, o Vaticano anunciou a decisão de enviar para o norte do Iraque o perfeito da Congregação para a Evangelização dos Povos, o cardeal Fernando Filoni, com o objetivo de expressar solidariedade para com a população, sobretudo à cristã.

Filoni foi, de 2001 a 2006, núncio da Jordânia e Iraque e o único diplomata que não abandonou o país durante a guerra de 2003, recordou o porta-voz do Vaticano, Federico Lombardi.

Nesta primeira viagem, prevê-se que o perfeito da Congregação para a Evangelização dos Povos leve uma primeira ajuda económica do papa à população e que, em setembro, decorra, no Vaticano, uma reunião com os núncios da zona.

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, declarou hoje que o conflito no Iraque não irá resolver-se nas próximas semanas, um dia depois dos primeiros ataques norte-americanos para travar o avanço dos 'jihadistas' do Estado Islâmico no norte do país.



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.