Papa lembra dever de proteger crianças da exploração e abusos

Papa lembra dever de proteger crianças da exploração e abusos

 

Lusa/AO online   Internacional   25 de Mai de 2016, 12:02

O papa Francisco lembrou, na audiência geral, quando se assinala o dia internacional das crianças desaparecidas, que é "um dever" de todos proteger as crianças da exploração e dos abusos.

 

"Hoje é o dia internacional das crianças desaparecidas. É um dever de todos proteger as crianças, sobretudo aquelas que estão expostas a um elevado risco de exploração, tráfico e abusos", disse o papa.

Francisco manifestou a esperança de que "as autoridades civis e religiosas possam acordar e sensibilizar as consciências para evitar a indiferença perante o sofrimento das crianças sós, exploradas e afastadas das famílias e do seu contexto social, crianças que não podem crescer serenamente e olhar com esperança para o futuro".

No final da audiência, o papa pediu a conversão "do coração de todos os que semeiam morte e destruição", ao falar dos "atentados terroristas que, na segunda-feira, causaram a morte de mais de uma centena de civis" na Síria.

Pelo menos 184 pessoas morreram nos atentados bombistas nas cidades sírias de Tartus e Jableh, de acordo com dados da organização não-governamental Observatório Sírio dos Direitos Humanos, com sede em Londres.

Os atentados foram reivindicados pelo grupo terrorista Estado Islâmico.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.