Papa lava os pés a 12 reclusos

Papa lava os pés a 12 reclusos

 

Lusa/Açoriano Oriental   Internacional   13 de Abr de 2017, 18:06

O papa Francisco lavou os pés a 12 reclusos detidos na prisão de Paliano, na província de Frosione, a 60 quilómetros de Roma, entre os quais um compatriota argentino.

Na missa da quinta-feira que antecede a Páscoa, o papa lava os pés de 12 pessoas em memória do gesto que Jesus teve com os seus 12 apóstolos, de acordo com a Bíblia.

Nos últimos anos, Francisco visitou dois centros de detenção, um instituto para deficientes e um centro de refugiados para esta cerimónia.

Entre os 12 presos estão três mulheres, um muçulmano que se converterá ao catolicismo em junho ao receber o batismo, um argentino e um albanês. Os restantes presos são italianos.

No grupo estão dois reclusos condenados a prisão perpétua.

A prisão que receberá a visita do papa tem atualmente 700 reclusos.

Desde que foi eleito papa, Jorge Bergoglio decidiu continuar a tradição que mantinha quando era arcebispo de Buenos Aires.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.