Papa Francisco nomeiou cinco novos cardeais

Papa Francisco nomeiou cinco novos cardeais

 

Lusa/Açoriano Oriental   Internacional   28 de Jun de 2017, 18:40

O papa Francisco anunciou a nomeação de cinco novos cardeais durante a cerimónia do quarto consistório do atual pontificado que decorreu na Basílica de São Pedro, no Vaticano.

Os novos cardeais são Jean Zerbo, arcebispo de Bamaco ( Mali), Juan José Omella, arcebispo de Barcelona (Espanha), Anders Arborelius, bispo de Estocolmo ( Suécia), Louis-Marie Ling Mangkhanekhoun, vigário apostólico de Paksé (Laos) e Gregório Rosa Chávez, bispo auxiliar da Diocese de San Salvador, El Salvador.

Gregório Rosa Chávez foi ajudante do arcebispo de Salvador, Oscar Romero, assassinado quando celebrava uma missa na capital do país.

Cinco nações estão representadas neste Consistório: Suécia, Laos, Espanha, El Salvador e Mali. No caso da Suécia, El Salvador, Laos e Mali trata-se da primeira participação no colégio cardinalício.

O rito de entrega do barrete e do anel decorreu na Basílica de São Pedro, na véspera da festa de São Pedro e São Paulo.

Durante a cerimónia, o papa Francisco advertiu os novos cardeais que a nomeação não faz deles “príncipes da igreja" católica desafiando-os a “olhar a realidade” e a não se deixarem distrair por outros interesses ou por outras perspetivas.

“Ele [Jesus] não vos chamou para vos tornardes ‘príncipes’ na Igreja, para vos ‘sentardes à sua direita ou à sua esquerda’. Chama-vos para servir como Ele e com Ele, para servir o Pai e os irmãos”, disse o Papa aos novos cardeais.

A realidade a que devem estar atentos, adianta o papa Francisco, são os inocentes que sofrem e morrem por causa das guerras e do terrorismo, a escravatura, e os campos de refugiados considerando que às vezes lembram mais um inferno do que um purgatório.

O papa Francisco disse ainda que a realidade é também o descartar sistemático e tudo o que já não é útil, incluindo as pessoas.

Juan José Omella, arcebispo de Barcelona (Espanha), inaugurou a cerimónia, discursando em nome de todos os novos cardeais e defendendo uma igreja peregrina ao serviço da paz e da ajuda aos necessitados.

Este é o quarto consistório de Francisco desde o início do seu pontificado em março de 2013, tendo nomeado 19 cardeais em fevereiro de 2014, 20 em fevereiro de 2015 e 17 em novembro de 2016.

Portugal está representado no Colégio Cardinalício por três cardeais: Manuel Clemente, patriarca de Lisboa, Manuel Monteiro de Castro, penitenciário-mor emérito, ambos eleitores, e José Saraiva Martins, prefeito emérito da Congregação para as Causas dos Santos.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.