Papa Francisco apela ao ocidente para não tratar migrantes como mercadorias

Papa Francisco apela ao ocidente para não tratar migrantes como mercadorias

 

Lusa/AO Online   Internacional   22 de Jun de 2015, 08:33

O papa Francisco apelou ao ocidente para não tratar os migrantes como "mercadorias" e denunciou as organizações mafiosas assim como a corrupção quase "normais" em Itália, durante a sua primeira visita a Turim, adiantou a agência AFP.

 

“O espetáculo dos últimos dias desses seres humanos tratados como mercadorias faz chorar”, declarou o papa, que se dirigia a representantes laborais, na Piazzetta Reale, em Turim.

Num momento em que a União Europeia se divide sobre o acolhimento aos migrantes, o papa Francisco condenou mais uma vez as manifestações de rejeição destas pessoas, particularmente percetíveis no norte industrializado de Itália.

“Se a imigração aumenta a concorrência, os migrantes não podem ser tidos como responsáveis, uma vez que são vítimas de injustiça, de uma economia de rejeição e de guerras”, disse o papa.

O sumo pontífice está em Turim para assinalar a ostensão (exposição pública) do Santo-Sudário na catedral de São João Baptista, que termina a 24 de junho.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.