Religião

Papa diz que igreja não pode aceitar novas formas de família


 

Lusa/AO online   Internacional   13 de Set de 2010, 18:25

O papa Bento XVI reiterou esta segunda-feira que a Igreja Católica não pode aceitar legislações que prevejam novas formas de família, durante um discurso proferido ao receber o novo embaixador alemão junto da Santa Sé.
"A Igreja vê com preocupação a crescente tentativa de eliminar o conceito cristão de matrimónio e de família da consciência da sociedade", afirmou o papa, reafirmando que "o matrimónio se manifesta como união duradoura de amor entre um homem e uma mulher com o objectivo de dar continuidade à vida humana".

Nesse sentido, Bento XVI insistiu que "a Igreja não pode aprovar iniciativas legislativas que impliquem o reconhecimento de modelos alternativos de vida de casal e de família".

Para o papa, os novos conceitos de família "contribuem para debilitar os princípios de direito natural (...) e confundir os valores da sociedade", diz Bento XVI.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.