Papa alerta "poderosos" para julgamento de Deus caso não protejam a natureza

Papa alerta "poderosos" para julgamento de Deus caso não protejam a natureza

 

Lusa/AO online   Internacional   12 de Mai de 2015, 19:13

O papa advertiu os "poderosos" do mundo, na missa de abertura da assembleia-geral da rede Cáritas, que serão "julgados por Deus" caso não assegurem a proteção da natureza para se poder alimentar a população mundial.

Na Basílica de São Pedro, no Vaticano, o papa Francisco lembrou "aos poderosos da terra que um dia Deus os julgará" para ver se eles têm tentado "alimentar toda a gente" e se "têm trabalhado para que a natureza não seja destruída, para que possa produzir esse alimento".

Esta chamada de atenção surge meses antes da conferência internacional sobre o clima, que irá ocorrer em Paris no final do ano, de onde deverá sair o acordo mais ambicioso de sempre para limitar o aquecimento global.

O papa deverá publicar uma encíclica nas próximas semanas, que é há muito aguardada pelos crentes, sobre "os aspetos éticos da ecologia".

A 20.ª Assembleia Geral da Caritas, que coordena as atividades de 165 organizações de solidariedade social católicas em todo o mundo, iniciou-se hoje e termina no sábado.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.