Papa agradece aos países que enviaram delegações oficiais para a cerimónia de criação cardinalícia

Papa agradece aos países que enviaram delegações oficiais para a cerimónia de criação cardinalícia

 

AOnline/LUSA   Nacional   15 de Fev de 2015, 10:56

O Papa agradeceu hoje aos peregrinos que acompanharam os novos cardeais em Roma e aos países que enviaram delegações oficiais para a cerimónia de criação cardinalícia, como foi o caso de Portugal.

“Saúdo-vos a todos, romanos e peregrinos, em particular aos que vieram por ocasião do consistório para acompanhar os novos cardeais, e agradeço aos países que quiseram estar presentes neste evento com delegações oficiais”, disse, após a recitação da oração do ângelus, perante milhares de pessoas reunidas na Praça de São Pedro.

Francisco cumprimentou depois um grupo de estudantes portugueses de Campo Valongo e do Porto, antes de se despedir com os tradicionais votos de “bom domingo” e “bom almoço”.

O vice-primeiro-ministro português, Paulo Portas, liderou a delegação nacional que acompanhou o consistório em que foi criado cardeal o patriarca de Lisboa, Manuel Clemente.

A comitiva do governo português integrou ainda o ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros, Rui Machete, e o secretário de Estado da Cultura, Jorge Barreto Xavier.

Outros nove países fizeram-se representar na Basílica de São Pedro com delegações oficiais, incluindo Cabo Verde, através do seu primeiro-ministro, José Maria Pereira Neves.

O rei de Tonga e o presidente do Panamá foram os chefes de Estado presentes, a que se somaram representantes de Espanha, França, Itália, Argentina, Mianmar e Uruguai.

O Papa cumprimentou as delegações no final da celebração de sábado, no interior da Basílica de São Pedro.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.