Papa afirma que direito ao trabalho é o mais ameaçado na atualidade

Papa afirma que direito ao trabalho é o mais ameaçado na atualidade

 

LUSA/AOnline   Internacional   15 de Dez de 2012, 18:39

Bento XVI denunciou hoje, na apresentação da próxima Jornada Mundial da Paz, no Vaticano, que um dos direitos mais ameaçados na atualidade é o direito ao trabalho.

O papa reiterou que a dignidade humana "exige que se mantenha como prioridade o acesso do trabalho para todos, ou a manutenção do trabalho".

Os "focos de tensão" pela crescente desigualdade entre ricos e pobres são "devidos a uma mentalidade egoísta que se expressa também num capitalismo financeiro não regulado", disse.

A próxima Jornada Mundial da Paz celebra-se a 01 de janeiro de 2013.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.