Pai da bebé que morreu queimada com água a ferver fica em prisão preventiva


 

Lusa/AO online   Nacional   19 de Ago de 2014, 17:57

O pai da bebé de quatro meses que morreu no domingo na sequência de queimaduras provocadas por água a ferver ficou em prisão preventiva, disse à agência Lusa fonte judicial.

 

A medida de coação mais gravosa foi aplicada pelo Tribunal de Instrução Criminal de Lisboa, depois de o pai da criança ter sido presente, durante esta tarde, ao juiz para primeiro interrogatório judicial.

O homem, de 30 anos, estava indiciado pela prática de crimes de maus tratos que levaram à morte da menina.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.