Pagamentos em atraso diminuem e ficam abaixo dos 1980 ME

Pagamentos em atraso diminuem e ficam abaixo dos 1980 ME

 

Lusa/AO online   Economia   23 de Jul de 2014, 18:59

Os pagamentos em atraso no Estado diminuíram em junho, fixando-se nos 1.979 milhões de euros, apesar de nos hospitais EPE continuarem a subir, segundo a síntese de execução orçamental divulgada hoje pela Direção-Geral do Orçamento (DGO).

De acordo com a síntese de execução orçamental divulgada esta tarde pela DGO, no final do mês de junho os pagamentos em atraso no Estado situaram-se em 1.979 milhões de euros, representando uma diminuição de 56 milhões de euros face ao final do mês de maio, quando alcançaram os 2.035 milhões de euros.

A DGO afirma que para esta variação contribuiu a diminuição em 84 milhões de euros de pagamentos em atraso na administração local. No entanto, esta descida foi atenuada pelo aumento de 26 milhões de euros nos pagamentos em atraso dos hospitais EPE.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.