Paços de Ferreira e Santo Tirso recebem etapa portuguesa do Mundial de trial


 

Lusa/AO Online   Outras modalidades   31 de Ago de 2015, 17:16

O espanhol Toni Bau deverá conquistar o título mundial de trial pela oitava vez consecutiva, no Grande Prémio de Portugal, no fim de semana, numa parceria inédita dos municípios de Paços de Ferreira e Santo Tirso.

 

"Em princípio, o campeão mundial será consagrado no regresso de Portugal ao circuito mundial. A uma etapa do fim, o espanhol Toni Bau tem uma vantagem confortável sobre o compatriota Adam Raga e, como costuma terminar em primeiro ou segundo, deverá conseguir renovar um título que lhe pertence há sete anos consecutivos", disse hoje à agência Lusa Rui Carvalho Costa.

O presidente da Comissão de Trial da Federação Portuguesa de Motociclismo (FPM) falava à margem da cerimónia de apresentação da prova, realizada no pavilhão desportivo de Santo Tirso, na presença dos autarcas dos dois municípios envolvidos nesta "parceria inédita".

Na qualidade de anfitrião, o edil Joaquim Couto falou num "bom exemplo de uma parceria intermunicipal", que espera ver "ganhar fôlego para outras iniciativas", e elogiou os locais da prova, repartidos entre o Monte do Pilar, em Penamaior, Paços de Ferreira, Valinhas, em Monte Córdova, e Fervenças, em Refojos, Riba de Ave, estas duas últimas em Santo Tirso.

"Estamos a falar de uma zona de transição entre os dois municípios, com uma paisagem lindíssima, sendo das poucas zonas selvagens ecologicamente preservadas, a 10 minutos de Paços de Ferreira e Santo Tirso, a 15 do Porto e a cerca de 20 de Guimarães", disse o presidente da Câmara de Santo Tirso.

O seu homólogo de Paços de Ferreira, Humberto Brito, lembrou, por sua vez, que "a ligação natural (entre os dois municípios) tem gerações" e encarou o evento como "uma forma de promover as terras e gentes", sem deixar de reconhecer o "entusiasmo" do presidente do Moto Clube pacense, Domingos Ferreira, para devolver esta etapa do Mundial a Portugal, cinco anos depois.

A prova, com a duração de dois dias, junta obstáculos em pedra granítica do Monte do Pilar às zonas empedradas do rio Leça e será disputada ao longo de três voltas, num total de 12 zonas: duas no Pilar, seis no Marco Geodésico e as restantes quatro em Valinhas.

"Temos zonas de dificuldade técnica ao nível das melhores provas do mundo e são esperados milhares de pessoas, muitos deles aficionados espanhóis", acrescentou Rui Carvalho Costa, presidente da Comissão de Trial da FPM.

Para a oitava e penúltima etapa do mundial estão pré-inscritos 52 pilotos, repartidos pelas classes World Pro (elites), World Cup (juniores), 125 e Internacional, à margem do campeonato e que contará com a presença do campeão nacional Diogo Vieira, também presente na cerimónia.

Os motos clubes de Paços de Ferreira e de Campense lideram a organização do evento, cujo orçamento está fixado em 86.260 euros, comparticipado pelos municípios de Santo Tirso (atribuiu um subsídio de 30 mil euros), e de Paços de Ferreira, responsável por toda a logística de uma prova a disputar nos dias 05 e 06 de setembro.

 


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.