Governo dos Açores quer intervenção de Bruxelas devido a queda do preço do leite

Governo dos Açores quer intervenção de Bruxelas devido a queda do preço do leite

 

AO/Lusa   Regional   13 de Jun de 2015, 13:47

O secretário regional da Agricultura dos Açores, Luís Neto Viveiros, considerou este sábado que a contínua baixa do preço do leite pago aos produtores exige a intervenção da Comissão Europeia.

 

"O boicote da Federação Russa [aos lacticínios europeus] e a retração de importações por parte da China e de Angola -- destino de 80% das exportações de produtos lácteos portugueses fora da Europa", contradizem "as perspetivas mais otimistas dos defensores do fim do regime de quotas leiteiras", afirma Neto Viveiros, citado num comunicado do Governo açoriano.

Para o titular da pasta da Agricultura no Governo Regional dos Açores, o preço do leite pago aos produtores "não pode continuar a descer" e a Comissão Europeia "não pode continuar a ignorar que o mercado está inundado de leite e de produtos láteos, sem agir".

"Neste cenário adverso para o escoamento do leite e derivados que as unidades fabris enfrentam, de facto, o custo da instabilidade dos mercados não pode ser apenas imputado à produção", acrescenta Neto Viveiros que, segundo o mesmo comunicado, fez estas declarações na Feira Agrícola dos Açores, que decorre na Praia da Vitória, ilha Terceira.

O secretário regional refere que está a ser exigido aos produtores "investimento e qualidade", defendendo que sejam criados "mecanismos adicionais neste período de transição" pós-quotas leiteiras, que foram extintas a 01 de abril, para as regiões ultraoeriféricas e de montanha europeias.

"O Estado português tem de, inequivocamente, apoiar as justas pretensões dos Açores junto da Comissão Europeia", disse ainda Neto Viveiros, qie lamentou que "no Conselho Europeu de Ministros da Agricultura, agendado para a próxima semana, a questão do leite -- da maior emergência - não faça parte da ordem de trabalhos".

A nível dos Açores, o secretário regional revelou que "estão já em fase final de negociações com a banca" protocolos que "sustentarão uma linha de crédito destinada a reforçar a competitividade das explorações agrícolas açorianas, através da bonificação dos juros".

Por outro lado, afirmou que no II Forum do Leite, que se vai realizar na Terceira, será apresentada "uma plataforma" que vai "congregar e disponibilizar toda a informação relevante para o setor", como "as oscilações dos preços, a níveis de produção e custos de produção".

Os Açores, com 2,5% do território nacional, produzem cerca de 30% do leite do país e 50% do queijo.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.