Governo dos Açores manifesta preocupação sobre esquadra de Rabo de Peixe

Governo dos Açores manifesta preocupação sobre esquadra de Rabo de Peixe

 

Lusa/AO Online   Regional   25 de Jun de 2015, 18:26

O Governo dos Açores enviou hoje uma carta à ministra da Administração Interna a manifestar preocupação com a situação da esquadra de Rabo de Peixe e disse-se disponível para contribuir para a para a "célere reinstalação" da polícia.

Na carta, enviada pela secretária regional Adjunta da Presidência para os Assuntos Parlamentares, Isabel Rodrigues, é transmitida a preocupação do executivo açoriano "perante notícias, já confirmadas publicamente, de que o processo de transferência da esquadra da PSP em Rabo de Peixe para um imóvel, propriedade da Santa Casa da Misericórdia da Ribeira Grande", naquela vila, "sofre constrangimentos".

Esses constrangimentos, acrescenta a carta a que a Lusa teve acesso, "podem inviabilizar, por período indefinido, a presença permanente, em Rabo de Peixe, daquela força de segurança pública".

A esquadra da PSP de Rabo de Peixe, Ribeira Grande, em São Miguel, nos Açores, está instalada num local em risco de derrocada e está desativada desde o dia 19 de junho.

Até estarem concluídas obras num novo edifício, a vila terá dois postos móveis da polícia, segundo já foi anunciado pelo Comando Regional da PSP, que garantiu também estarem garantidos "durante as 24 horas do dia os meios policiais em patrulhamento motorizado e apeado".

O comando da PSP nos Açores disse ainda que se trata de "uma medida temporária" até estarem concluídas as obras de adaptação da nova esquadra PSP de Rabo de Peixe, que ficará nas antigas instalações da Santa Casa da Misericórdia da Ribeira Grande.

Recentemente, o presidente da Junta de Freguesia de Rabo de Peixe, Jaime Vieira, considerou inaceitável que a presença da PSP na vila ficasse reduzida a um posto móvel, frisando que vivem em Rabo de Peixe 10 mil pessoas.

A 15 de maio, a ministra da Administração Interna, Anabela Rodrigues, visitou a ilha de São Miguel, no âmbito da comemoração do 16.º aniversário do Comando Regional da PSP nos Açores, e participou na homologação do protocolo para instalação da nova esquadra de Rabo de Peixe, tendo anunciado a manutenção da força policial na vila para "uma resposta de proximidade” junto da população.

Na carta enviada à ministra, a secretária regional Adjunta da Presidência para os Assuntos Parlamentares sustenta ainda que "perante esta situação, que causa justificado alarme social” na vila “e contraria o compromisso de 15 de maio”, o “Governo dos Açores manifesta disponibilidade para, dentro do quadro de cooperação que vigora, contribuir para uma solução que permita a célere reinstalação da esquadra da PSP em Rabo de Peixe”.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.