Orquestra de alunos dos conservatórios reúne-se esta semana nos Açores

Orquestra de alunos dos conservatórios reúne-se esta semana nos Açores

 

Lusa/AO online   Cultura e Social   17 de Mar de 2015, 14:23

Oitenta alunos dos sete conservatórios oficiais do país estão reunidos esta semana em Ponta Delgada, formando uma orquestra que culminará o seu trabalho com um concerto, no sábado, no Teatro Micaelense.

 

A OJ.COM - Orquestra de Jovens dos Conservatórios Oficiais de Música é um projeto anual, que desde 2002 reúne num estágio de uma semana 80 alunos destas sete escolas do país, cabendo desta vez o papel de anfitrião ao conservatório de Ponta Delgada, nos Açores.

Os alunos da OJ.COM deste ano foram selecionados pelo maestro suíço Ernst Schelle, que andou por todo o país a ouvir os alunos dos conservatórios da Braga, Porto, Aveiro, Coimbra, Lisboa, Funchal e Ponta Delgada.

O estágio culmina com um concerto no Teatro Micaelense, no sábado à noite, em que a orquestra, orientada por Schelle, tocará três peças, de Verdi, Peter Benoit e Rimsky-Korsakov, num repertório "bastante acessível a todos" e não apenas a "grandes especialistas da música", segundo afirmou hoje a diretora do conservatório de Ponta Delgada, Ana Paula Andrade, numa conferência de imprensa.

A peça de Rimsky-Korsakov, "Sherazade", obrigou a transportar para os Açores uma harpa do conservatório do Porto, já que não há no arquipélago um instrumento musical destes.

O seu delicado transporte foi assegurado gratuitamente pela SATA, sublinhou Ana Paula Andrade, que aproveitou a ocasião para desafiar a região autónoma a comprar uma harpa, que servirá os alunos do conservatório, mas também para "permitir a realização de vários eventos associados à musica".

"Muitos alunos" do conservatório de Ponta Delgada "têm um fascínio pela harpa", mesmo sem nunca a terem visto e esta semana um grupo deles irá ao Teatro Micaelense só para a ver ao vivo e comprovar que é "uma coisa real", e não algo que só existe na televisão, disse Ana Paula Andrade.

Além do concerto de sábado, que tem um preço de 2,5 euros, a OJ.COM deste ano fará ainda um "pequeno recital" no Casino das Furnas, na sexta-feira.

Os 80 elementos da orquestra têm, este ano, entre 13 e 18 anos, entrando no estágio alunos mais novos a cada edição o que, para a diretora do conservatório de Ponta Delgada, indica "um crescendo de valor e de nível dos alunos".

Ana Paula Andrade sublinhou que esta é uma experiência "muito enriquecedora" para os alunos que integram a orquestra e, no caso da edição deste ano, também para outros jovens do conservatório de Ponta Delgada. Ana Paula Andrade deu como exemplo o facto de a maioria dos elementos da orquestra de fora dos Açores ficar alojada nas casas de alunos do conservatório.

Já o maestro Ernst Schelle destacou a importância de um estágio desta natureza, que permite a estudantes de música aprenderem coisas que nunca conseguiriam aprender numa aula, sendo essencial uma experiência destas para o seu desenvolvimento como músicos.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.