"Orgulho muito grande" pela classificação do cante alentejano pela UNESCO

"Orgulho muito grande"  pela classificação do cante alentejano pela UNESCO

 

Lusa/AO online   Nacional   27 de Nov de 2014, 10:55

A diretora regional de Cultura do Alentejo, Ana Paula Amendoeira, manifestou "um orgulho muito grande" pela classificação do cante alentejano pela UNESCO como Património da Humanidade, uma decisão tomada "por unanimidade".

 

“É um orgulho muito grande, porque esta nossa candidatura é muito boa. Foi apontada como exemplar, pelo presidente do comité intergovernamental da UNESCO, e não teve nenhuma objeção, reparo ou emenda. Foi aprovada por unanimidade”, congratulou-se.

Ana Paula Amendoeira falava à Lusa a partir de Paris (França), onde acompanhou os trabalhos e a votação do Comité Intergovernamental para a Salvaguarda do Património Cultural Imaterial da Humanidade da Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (UNESCO).

Segundo a responsável, a apreciação e aprovação da candidatura do cante e a atuação do Grupo Coral e Etnográfico da Casa do Povo de Serpa, logo a seguir, no local onde decorre a reunião da UNESCO, foi “muito emocionante para os alentejanos e, certamente, para todos os portugueses”.

“Ver entrar um grupo coral alentejano no palco da UNESCO e vê-lo a cantar foi, de facto, um momento inolvidável e muito importante para todos, sobretudo para quem canta o Alentejo”, porque são os cantadores “os protagonistas deste processo todo”, argumentou.

Agora, “um dos maiores ganhos” que o cante alentejano vai ter com “esta visibilidade e com esta inscrição internacional” será “um reforço da identidade e das ligações das comunidades às suas raízes e à sua cultura”.

“Esta classificação permite também um fortalecimento da resistência cultural [destas comunidades envolvidas no cante] à voragem da uniformização e homogeneização da globalização cultural e da associação da cultura apenas ao entretenimento”, disse.

O cante alentejano, um canto coletivo, sem recurso a instrumentos e que incorpora música e poesia, foi hoje classificado como Património Cultural Imaterial da Humanidade pela UNESCO.

A distinção foi aprovada, hoje de manhã, pelo Comité Intergovernamental da UNESCO para a Salvaguarda do Património Cultural Imaterial da Humanidade, reunido esta semana em Paris (França).

O comité aprovou a candidatura do cante alentejano e a sua inscrição na lista representativa do Património Cultural Imaterial da Humanidade.



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.