Orçamento para 2015 da Câmara do Nordeste totaliza 5,1 ME

Orçamento para 2015 da Câmara do Nordeste totaliza 5,1 ME

 

Lusa/AO Online   Regional   4 de Dez de 2014, 06:15

O orçamento de 2015 da Câmara Municipal do Nordeste, que totaliza 5,1 milhões de euros, foi aprovado pela Assembleia Municipal com os votos favoráveis do PS e os votos contra do PSD, anunciou a autarquia.

 

O presidente da Câmara Municipal do Nordeste, o socialista Carlos Mendonça adiantou à Lusa que a redução do orçamento para 2015 comparativamente com 2014 é “significativa, já que passou de nove para 5,1 milhões de euros”.

A Assembleia Municipal do Nordeste, cuja reunião decorreu na terça-feira à noite, aprovou com 13 votos a favor e 11 votos contra o orçamento, dos quais 3,4 milhões de euros são destinados a despesas correntes e 1,7 milhões a despesas de capital.

Em comunicado, a Câmara ressalva que o documento foi elaborado tendo em conta “o difícil contexto socioeconómico em que a autarquia se encontra, nomeadamente a situação de reequilíbrio financeiro”, algo que obriga o município a determinadas regras que impedem “uma maior liberdade de atuação e de concretização de ações de maior relevo”.

Carlos Mendonça referiu que os valores apresentados pela Direção Geral das Autarquias Locais demonstram que o concelho está “no trilho certo na luta pelo reequilíbrio das contas, nomeadamente no que concerne aos prazos médios de pagamento”.

Esse prazo foi reduzido de 1.139 dias (à data de 30 de setembro de 2013) para 31 dias em outubro de 2014.

O autarca socialista revelou ainda que no primeiro ano de mandato foi possível reduzir a dívida da Câmara e da empresa municipal “Nordeste Ativo” em dois milhões de euros.

Relativamente ao Orçamento Participativo, que a autarquia do Nordeste implementa pela primeira vez em 2015, está reservada uma fatia de 10 a 15 mil euros.

Entre as várias rubricas do orçamento, as questões sociais merecem destaque, com a autarquia a aplicar no próximo ano o cartão “Dar Vida aos Anos”, destinado a pessoas com mais de 65 anos e que através de parcerias com várias entidades permitirá ampliar os apoios aos portadores do mesmo.

Carlos Mendonça disse ainda que será criado um “Banco de Ajudas Técnicas”, em parceria com as instituições particulares de solidariedade social sediadas no concelho, destinado a apoiar, com material clínico, as pessoas com limitações na sua autonomia.

A Câmara Municipal do Nordeste tem cerca de 60 funcionários.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.