Finanças regionais

Oposição acusa PS de "manobras dilatórias"


 

Lusa / AO online   Regional   4 de Fev de 2010, 10:01

 A oposição rejeitou esta quinta-feira a pretensão do PS de voltar a adiar a votação das alterações à lei das finanças regionais, em sede de comissão parlamentar, acusando os socialistas de fazerem “manobras dilatórias” nesta matéria.
O deputado socialista Afonso Candal pediu esta quinta-feira, na comissão parlamentar de Orçamento e Finanças, um novo adiamento da votação das alterações à lei das finanças regionais, afirmando corresponder assim ao apelo feito na quarta-feira pelo Conselho de Estado para que predomine “o espírito de compromisso e de diálogo paciente e frutuoso que permita ao país enfrentar os desafios estruturais que tem à sua frente”.

O deputado do PSD eleito pela Madeira Guilherme Silva rejeitou esta posição, acusando os socialistas de fazerem precisamente o contrário do que foi emanado da reunião convocada pelo Presidente da República: “o PS é insensível ao apelo do Conselho de Estado e dá o dito por não dito nos seus compromissos anteriores” de que a comissão faria hoje a votação indiciária dos diplomas, a tempo de serem votados na generalidade esta sexta feira e ainda integrarem o Orçamento do Estado para este ano.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.