Operação anti-terrorista na Bélgica continua


 

Lusa/AO Online   Internacional   16 de Mar de 2016, 07:47

As operações policiais antiterrorismo na Bélgica iniciadas na terça-feira prosseguem, reiterou hoje o primeiro-ministro do país, Charles Michel.

O primeiro-ministro, que falava aos jornalistas, não confirmou se dois suspeitos de estarem ligados aos atentados de Paris em novembro do ano passado estão em fuga, como noticiam diversos meios de comunicação social belgas.

"A Procuradoria falará. As operações policiais prosseguem", afirmou Charles Michel.

Está prevista para hoje de manhã uma conferência de imprensa da Procuradoria belga.

A operação antiterrorista em Bruxelas foi desencadeada na terça-feira na sequência de tiroteios em Forest, em que morreu um presumível terrorista e quatro polícias ficaram feridos.

Em conferência de imprensa na terça-feira, Charles Michel, acompanhado dos ministros do Interior, Jean Jambon, e da Justiça, Koen Geens, já havia referido que a operação prossegue na comuna de Forest.

Durante a tarde de terça-feira, agentes policiais belgas e franceses foram atacados de surpresa quando investigavam um apartamento naquela região.

Três polícias belgas e um francês ficaram feridos.

O primeiro-ministro acrescentou que o Conselho Nacional de Segurança reunir-se-á hoje.

A identidade do suspeito abatido pelas forças especiais ainda é desconhecida.

A operação policial está relacionada com alegados cúmplices de um ou mais dos 11 acusados na Bélgica no quadro das investigações aos atentados terroristas de Paris em novembro passado, que provocaram mais de 130 mortos e que foram preparados em Bruxelas.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.