OMS vai reforçar luta contra Ébola com mais 500 camas

OMS vai reforçar luta contra Ébola com mais 500 camas

 

LUSA/AO Online   Internacional   23 de Ago de 2014, 14:54

A Organização Mundial de Saúde (OMS) vai reforçar a luta contra o vírus do ébola com a disponibilização de 500 camas suplementares em Monrovia, capital da Libéria, o país africano mais afetado pela epidemia.

Em comunicado emitido hoje, após a visita de responsáveis da organização à capital liberiana, a OMS declarou que, em cooperação com a Organização das Nações Unidas (ONU) e com o Governo da Libéria, será "intensificada a resposta ao vírus do ébola, injetando novos recursos". A OMS sublinhou, contudo, que o número de camas "é insuficiente" face ao crescente número de pacientes, porque a epidemia desestabilizou o sistema de saúde e criou tensões no seio da sociedade. "É por isso que a OMS se empenhou em intensificar o seu trabalho com os seus parceiros, para construir centros de cuidados adicionais, aumentando o número de camas nas próximas seis semanas", disse Keiji Fukuda, da OMS. Na sexta-feira, Fukuda afirmou à imprensa em Monrovia que, comparando esta epidemia com uma anterior, "seis a nove meses é uma estimativa razoável para que erradicar o surto de ébola". Segundo a OMS, até 20 de agosto, foram detetados 1.082 casos de ébola na Libéria, os quais provocaram 624 mortes. Em África, em países como Serra Leoa e Nigéria, a febre hemorrágica já fez 1.427 mortes.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.