OCDE alerta para o excesso de créditos bancários na China


 

Lusa / AO online   Economia   2 de Fev de 2010, 10:07

A Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Económico (OCDE) saudou esta terça-feira o papel da China no "relançamento da economia global", mas alertou que o excesso de créditos bancários pode "ameaçar a estabilidade" das instituições financeiras do país.
"A China afasta-se rapidamente da crise e foi um motor de crescimento para a economia global", disse Pier Carlo Padoan, vice-secretário da OCDE ao apresentar um estudo da organização sobre a economia chinesa.

A retoma chinesa, acentuou, "deve-se, largamente, às medidas de relançamento do Governo", que são, também, "largamente baseadas nos investimentos em infra-estruturas e no crédito".

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.