Obras de conclusão do parque de exposições da Terceira arrancam em 2016


 

Lusa/AO Online   Regional   4 de Dez de 2015, 13:26

A segunda fase da construção do parque de feiras e exposições da Terceira, um investimento de 4,4 milhões de euros, "arranca em 2016" e vai dotar a ilha de um "polo de desenvolvimento económico", foi hoje anunciado.

Esta última fase do projeto, localizado na Vinha Brava, Angra do Heroísmo, foi hoje publicada em Diário da República e a empreitada tem um prazo de execução de oito meses.

“Esta obra é um polo de desenvolvimento económico que se pretende para a ilha Terceira, não só para a agricultura, mas para toda a economia, uma vez que permitirá trazer para este espaço eventos de várias áreas económicas”, sublinhou o diretor regional da Agricultura, Fernando Sousa, em declarações à agência Lusa.

A segunda fase da construção do Parque Multissetorial da ilha Terceira, que "vai arrancar em 2016, inclui a construção de um pavilhão multiusos com uma área coberta de mais de seis mil metros quadrados que irá servir não só o setor agrícola, mas também toda a atividade económica da ilha, o prolongamento da alameda central, os arruamentos e infraestruturas envolventes e a construção de mais um parque de estacionamento", adiantou Fernando Sousa.

O responsável adiantou ainda que a primeira fase está em conclusão e compreendeu a construção de um mercado semanal (um edifício onde vão decorrer as feiras), uma alameda central, o edifício para a sede das associações e ainda estacionamento para apoio a estas áreas.

Em fevereiro deste ano, o Bloco de Esquerda/Açores criticou "sucessivos atrasos" da primeira fase, apontando seis prorrogações de prazos, e questionou o executivo sobre "o valor das coimas que foram perdoadas, o custo acrescido na fiscalização da obra associado ao seu atraso e o projeto e orçamentação das restantes fases da obra".

O BE exigiu ter acesso à faturação da obra de março de 2014 até à rescisão de contrato, alegando saber de forma oficiosa que houve mudança de empreiteiro.

O arranque das obras do Parque de Exposições da Ilha Terceira estava previsto para 2008, mas a primeira pedra foi lançada em 2010.

Hoje, em declarações à Lusa, o diretor regional da Agricultura admitiu que a obra "sofreu alguns constrangimentos" durante a primeira fase relacionados com "a conjuntura que afetou o setor da construção civil não só na região, mas também no país".

Outra empresa ficou encarregada da construção, daí os atrasos verificados na primeira fase, acrescentou.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.